Moradores assinam contratos para segunda fase do “Sorocaba H”

Mais de 200 famílias, moradoras de áreas de risco de Sorocaba, darão os primeiros passos em direção ao sonho da casa própria. Ela serão beneficiadas com as 272 moradias da segunda fase do Conjunto Habitacional “Sorocaba H”, uma parceria da Prefeitura com os governos Federal e Estadual. Nesta sexta-feira, dia 23, os beneficiários assinam contrato para financiamento do imóvel junto à Caixa Econômica Federal, a partir das 9h, no Sindicato dos Bancários (rua Itaquera, 217, Vila Barão), com a presença do prefeito em exercício, José Ailton Ribeiro.

As 272 famílias foram selecionadas dentro do levantamento de moradores de áreas atingidas por inundações e deslizamentos, cadastrados pelas secretarias da Cidadania (Secid), Habitação e Urbanismo (Sehab) e Defesa Civil. Neste primeiro momento, assinarão contrato com a Caixa Econômica Federal 218 famílias, sendo que as 54 restantes já estão definidas. Atualmente, a construção das casas segue em andamento, com previsão para o processo de mudança se iniciar dentro de, aproximadamente, 90 dias.

Os selecionados são originários de diferentes pontos da cidade, como o Parque São Bento, Mineirão, Central Parque, Vila Barão (Viela Maranhão), Jd. Aeroporto , Nova Esperança, Jd. Guadalupe, Jd. Henrique, Jd. Iguatemi, Retiro São João, Jd. Itapemirim, Jd. Los Angeles, Jd. Pacaembu, Jd. Sol Nascente, Vila São Jorge / Sueli Maria, Vila Formosa, Jd. Ouro Branco, Jd. Monterrey, Cidade Jardim e Vila doa Dálmatas. Entre os beneficiários, estão incluídos ainda atendidos pelo programa de Aluguéis Sociais da Prefeitura que, anteriormente, também moravam em áreas de risco.

O “Sorocaba H” representa um investimento de aproximadamente R$ 14 milhões, com recursos da Prefeitura de Sorocaba, CEF e Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU). Localizado em uma área de 169 mil metros quadrados, ao lado do bairro “Ana Paula Eleutério”. Cada residência tem 45 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha e sanitário, com prestações de valores médios de R$ 60,00 mensais, durante 20 anos.

Mudança de vida
Desde dezembro do ano passado, o “Sorocaba H” realizou o sonho da casa própria para 212 famílias, que saíram de áreas de inundações e deslizamentos no Jd. Baronesa, Conjunto São Joaquim, Parque das Laranjeiras, Jd. Santo André e Jd. Santa Cláudia. Entre os beneficiários, encontra-se Daniele Gome de Jesus, 23 anos, que morou no São Joaquim por seis anos, ao lado do marido Joel e dos filhos Gleisson e Gleice Kelly, de 4 anos e 1 ano, respectivamente. Moravam em dois cômodos, levantados em madeirite, onde não tinham nem chuveiro elétrico.

Entre os transtornos trazidos pelas chuvas, Daniele cita a perda do primeiro barraco em que moravam e contínuos destelhamentos da segunda moradia, com a perda de mantimentos, roupas e documentos,além da entrada de animais peçonhentos e problemas respiratórios da filha. Entretanto, a situação mais difícil aconteceu quando seu filho mais velho nasceu, mas ambulância chamada não conseguia chegar até a casa dela, necessitando da carona de um vizinho até fora do bairro.

Quando o processo de mudança se iniciou, Daniele admitiu que muitos vizinhos não acreditaram, tendo afirmado inclusive que seriam despejados sem terem um lugar certo para morar. “Eu nunca perdi a fé, tinha certeza que Deus não iria me desamparar. Até ajudei alguns vizinhos a ficarem. Se eles tivessem ido embora, não iriam ganhar seu canto agora”, revelou.

Na casa nova, Daniele, toda feliz, diz que “é uma sensação muito boa ter endereço. Agora, vou começar a procurar emprego, mandar currículos e minha família agora tem chuveiro”, citou.

Deixe uma resposta