Artigo: Fotógrafos não deem orçamentos

Qual fotógrafo não passou pela seguinte situação:  a mensagem chega pelo e-mail, inbox ou WhatsApp e nela escrito “oi vou me casar tal data e gostaria de um orçamento, poderia passar valores”, bom a reação normal é pensar, vou responder o mais rápido possível essa mensagem para não perder esse cliente. Meu conselho a vocês é NÃO DEEM ORÇAMENTO e vou explicar o porquê.

Antes de adotar o método que eu trabalho hoje, meu orçamento funcionava assim: o cliente manda a mensagem no meu caso 80% vinham pelo WhatsApp, e eu corria para responder. Primeiro eu colava um texto  já pronto com os valores de cada pacote, depois tinha que investir mais tempo mostrando outras informações como foto e vídeo tanto dos ensaios, making of da noiva, cerimonia e festa,  para no final ler sempre a mesma coisa “obrigado vou ver com o meu noivo e depois retorno” e assim foi embora cerca de 10 a 20 minutos por cliente somando um total de 3 horas por dia só em atendimento, e claro mais de 90% desses clientes não retornavam ou não respondiam nem as mensagens que eu enviava a eles. Certa vez eu fui olhar a quantidade de orçamento que passei no mês e resolvi somar, cheguei a passar mais 60 mil  um único mês e não fechar 8 mil de contrato, uma média baixa para quem investia cerca de 3 horas do seu dia passando orçamento, o que dava em um mês mais de 70 horas. Então percebi que não estava passando ORÇAMENTOS, na verdade eu estava apenas passando uma COTAÇÃO DE PREÇOS. Esses clientes estavam apenas cotando valores e onde eles acharem mais barato chamavam para conversar pessoalmente.

Com isso resolvi mudar, e fui procurar outro método para conseguir captar esse cliente que tanto fugia, então achei, a solução foi NÃO PASSAR MAIS ORÇAMENTOS, isso mesmo que você leu, eu não iria mais passar nenhum tipo de valores para o cliente.  Mudei meu sistema quando esse possível cliente entrava em contato eu falava o seguinte: “ Olá tudo bem, vou estar explicando como funciona orçamento aqui, normalmente eu marco uma reunião com os noivos e lá sim vou apresentar fotos, vídeos, álbuns e estar explicando com é meu trabalho desde do ensaio até a entrega das fotos do casamento”, só depois disso no final da reunião falo sobre valores, deixo também uma versão impressa com apresentação da minha empresa e valores de pacotes.

Confesso que após mudar para esse método a quantidade de orçamentos que eu apresento hoje é menor, pois eliminei aqueles pedidos que queriam apenas especular valores, mas meus fechamentos de contratos aumentaram muito, pois quando os clientes aceitam fazer a reunião, percebi que que realmente eles estavam INTERESSADOS NO MEU TRABALHO E NÃO NOS MEUS VALORES, e olha que em questão de valores OS MEUS NÃO SÃO CAROS e eu ainda parcelo a dar de vista.

Hoje em dia tudo passou a ser muito rápido, todos querem fazer quase tudo online, e com isso vejo que perdemos um pouco aquele contato cara a cara com o cliente, quando adotei esse método de atender pessoalmente, consegui realmente entender qual era a necessidade de cada cliente e com isso fiz que com eles não conhecessem apenas meus valores, e sim o profissional que eu sou.

Maurício Leite começou a fotografar há 9 anos, como “remédio” para o stress da profissão de publicitário. “Com o tempo, deixei a publicidade de lado e me especializei em ensaios e casamentos fotográficos”

Deixe uma resposta